Pedro Destro

PEDRO DESTRO


 

https://soundcloud.com/pedrodestro


 

Baixista, arranjador, compositor e professor, bacharel em Música Popular pela UNICAMP, é baixista do trio de improvisação Âmago Trio, que lançou seu primeiro disco em 2014, e contou com a participação de músicos consagrados como Teco Cardoso, Toninho Ferragutti e Mônica Salmaso, que gravou a canção “Dois”, parceria de Pedro Destro com o premiado poeta Guto Leite, além da pós produção de André Mehmari. O grupo também participou do disco “Sou Sinhá” (2014) da cantora Sinhá Rosária, e elaborou a trilha sonora do projeto “Maré.02” ao lado do artista plástico Ernesto Bonato. Em junho de 2016 o Âmago Trio fez uma turnê pela Argentina, tocando ao lado de grandes músicos do país.

É baixista e arranjador da banda Telecoteco que lançou seu primeiro disco “É Hora de Trocar as Válvulas” com canções autorais em 2014, considerado o 43o melhor disco brasileiro do ano pelo blog Embrulhador. No mesmo ano a banda participou do programa Cesta de Música da Rádio CBN.

Atualmente desenvolve seu trabalho de composições instrumentais junto da banda Quartazaga. É também baixista e arranjador da Banda Brique que gravou os dois álbuns do compositor Guto Leite: “Brique” (2015) e “Dez Canções Sem As Quais Você Não Poderá Viver Nem Mais Um Segundo” (2016).

Compôs as trilhas sonoras dos seguintes espetáculos de dança e teatro: "Não me recupero do vazio do seu corpo" (2017) de Lu Carion; "Cura-me" (2017) de Tom Wil; "Dentro" (2016) de Maria Basulto; e “Talvez. Eu não.” (2013) de Tata Gouvêa, sob orientação de Holly Cavrell.

Além dos trabalhos supracitados, fez importantes apresentações com a banda Memórias de Um Caramujo; ao lado do músico Arthur de Faria; na montagem brasileira do musical Jesus Cristo Superstar, que contou com a participação de artistas como Negra Li e Igor Rickli; e foi o baixista da Orquestra Popular do Instituto de Artes durante residência do maestro Nelson Ayres na UNICAMP.

Foi contemplado por dois semestres consecutivos com a bolsa PAD pela Pró-reitoria de Graduação da UNICAMP para exercer a função de monitor da matéria de Rítmica no Instituto de Artes.

É professor de musicalização da Escola Castanheiras, já trabalhou na Escola Carandá Vivavida e no Colégio Friburgo, e foi oficineiro no Núcleo de Estudos Terapêuticos no Instituto de Psicologia da USP.

Estudou trilha sonora com Livio Tragtenberg, Fabio Cintra e Marcello Amalfi.